Explicando regiões étnicas
Explicando regiões étnicas

Sua estimativa de etnia no MyHeritage é um detalhamento das regiões étnicas encontradas no DNA que você herdou dos ancestrais dos dois lados da sua família.

O MyHeritage analisa suas raízes ancestrais em grande profundidade para fornecer uma discriminação étnica diversificada baseada em porcentagem de 42 etnias ao redor do mundo, incluindo japoneses, irlandeses, italianos e cinco judaicas: Asquenazita, sefardita, mizraí, etíope e iemenita.

Os grupos étnicos historicamente vêm das mesmas regiões geográficas e se baseiam em um pool genético local. Nas gerações anteriores, as pessoas não se moviam tanto quanto nós hoje. Eles não voavam através dos campos ou navegavam pelos oceanos frequentemente. A maioria das pessoas teve filhos e morreu na mesma região em que nasceu. Os filhos, por sua vez, fundaram suas próprias famílias na mesma área, com outras pessoas da mesma população local. Isso continuou por gerações e surgiu uma correlação entre sequências específicas de DNA e localizações geográficas. Isto era especialmente verídico para lugares geograficamente isolados como a ilha da Irlanda.

Por que algumas etnias são definidas geograficamente e outras não?

Às vezes, essa herança endogâmica do DNA não era necessariamente geográfica – ela pode ter sido cultural. Por exemplo, a maioria dos judeus (asqueenazita, sefardita ou mizrahi) ou cristãos menonitas casou-se e teve filhos em seus próprios grupos geração após geração, criando uma correlação entre certas sequências de DNA e identidades culturais específicas.

Os modelos vêm de uma compilação de fontes, incluindo o projeto do MyHeritage Founder Populations, um dos maiores do gênero já realizado. As populações fundadoras são grupos de pessoas que vivem no mesmo lugar há muitas gerações. Enviamos kits de DNA para pessoas selecionadas com base em suas origens como geneticamente representativas de sua região geográfica.

Por que as etnias são categorizadas por região e não por país?

As fronteiras dos países mudam com o tempo: as divisões étnicas são mais por região do que por país, porque as fronteiras dos países são uma construção política e mudam ao longo do tempo, especialmente em regiões que sofreram muitas guerras. É mais preciso rastrear um padrão genético para uma região geográfica em que as pessoas provavelmente se casarão por muitas gerações, sem se preocupar se essa área foi chamada de Romênia em um ano, Hungria no seguinte e Ucrânia três anos depois.

Existem semelhanças genéticas entre as fronteiras dos países: Outro motivo para considerar regiões mais do que países é que, mesmo antes das viagens aéreas, existia alguma mobilidade e a semelhança genética se espalhava além das fronteiras de um país. É também por isso que algumas regiões étnicas terão fronteiras sobrepostas – quando as regiões se espalham, as fronteiras não são pontos de corte limpos, mas estimativas embaçadas de onde termina a semelhança genética.

URL is copied to your clipboard.