URL is copied to your clipboard.

Como encontrar pais biológicos que não fizeram teste de DNA

Como encontrar pais biológicos que não fizeram teste de DNA

Um motivo pelo qual alguém pode fazer um teste de DNA é para encontrar pais biológicos, especialmente se a pessoa não foi capaz de fazer isso por meio de adoção ou outros registros. Os resultados do teste de DNA incluem uma lista de correspondências de DNA do banco de dados do serviço de teste, e uma dessas correspondências pode ser um pai biológico.

No entanto, existem muitas pessoas no mundo que não fizeram um teste de DNA. Essas pessoas não aparecerão em nenhum banco de dados. Ainda é possível localizar seus pais biológicos se eles não tiverem feito um teste de DNA?

A resposta é sim. Neste artigo, mostraremos como você pode ser capaz de localizar seus pais biológicos usando uma combinação de seus resultados de DNA, árvores genealógicas e um pouco de investigação – com exemplos da vida real de usuários MyHeritage que encontraram seus pais biológicos usando essas técnicas.

Contate sua Correspondência de DNA mais próxima

Quando você testa seu DNA com o objetivo de encontrar seus pais biológicos, pode dar sorte e encontrá-los imediatamente. Isso é o que aconteceu com os usuários MyHeritage Faith Loftnesness e Becky Skousen, por exemplo.

Mulher reunida com a mãe após busca de 50 anos

É mais provável, no entanto, que você receba correspondências de parentes mais distantes. Mas não desanime: mesmo que sua correspondência mais próxima seja um primo que compartilhe apenas 3% do seu DNA, você ainda pode ser capaz de localizar seus pais biológicos através dele. Susana Boggs do Texas, Erna Rusi from Finland e Anne Angot da França encontraram seus pais biológicos contatando uma correspondência de 3%.

Entrar em contato com uma Correspondência de DNA é a melhor maneira de aprender mais sobre ela e descobrir como ela pode estar conectada a você.

Dicas para entrar em contato com correspondências de DNA ao procurar seus pais biológicos

1. Envie uma mensagem para sua Correspondência de DNA através do sistema de mensagens no MyHeritage

Entrar em contato com suas correspondências de DNA através do sistema MyHeritage é totalmente gratuito, se você fez um teste de DNA MyHeritage ou carregou seus dados para o MyHeritage de um serviço diferente. Clique aqui para aprender mais sobre como usar o sistema MyHeritage para contatar outros usuários do MyHeritage.

Sua Correspondência de DNA deve receber um e-mail informando que eles têm uma mensagem, e eles podem acessar sua caixa de entrada no MyHeritage para lê-la.

No entanto, às vezes, sua mensagem pode não chegar até eles. Eles podem ter desativado as notificações por e-mail, ignorado o e-mail ou não conseguido clicar no link para ler a mensagem. O que fazer, então?

2.Sem resposta? Tente pesquisar no Google

Se enviar uma mensagem através do MyHeritage não funcionar, você pode tentar procurar a pessoa. A maioria dos usuários registra seus kits de DNA usando nome e sobrenome, e você poderá ver o país onde eles estão localizados – e poderá localizá-los facilmente usando esses detalhes. Muitos de nossos usuários que não receberam uma resposta por meio do sistema de mensagens conseguiram encontrar um perfil do Facebook ou um site com informações de contato. Veja por exemplo a história de Erna Rusi: ela descobriu que seu primo estava listado como membro do conselho de uma empresa, então ela contatou a empresa e conseguiu falar com seu primo.

Se você encontrar sua correspondência nas redes sociais, esteja ciente de que sua mensagem pode não chegar diretamente na caixa de entrada de sua correspondência devido aos sistemas de filtragem de mensagens que evitam spam. Se você não obtiver resposta, você pode tentar adicionar a pessoa como um amigo, comentando em uma de suas postagens públicas explicando que você está tentando contatá-los a respeito de uma correspondência de DNA no MyHeritage e perguntando a melhor forma de contatá-los, ou tentando conecte-se por meio de outra pessoa que os conheça.

Se nada parece estar funcionando – sinta-se à vontade para escrever para o MyHeritage em stories@myheritage.com. Unir as famílias é a nossa razão de ser. Nossa equipe de pesquisa pode te ajudar.

3. Siga com cautela

Esteja ciente de que seu nascimento pode ser um assunto delicado na família. Seus pais biológicos podem ter mantido sua adoção em segredo de outros membros da família, ou seu reaparecimento em suas vidas pode abrir velhas feridas. Eles também podem se preocupar que você tenha motivos ocultos para contatá-los ou até mesmo que seja uma fraude

Lembre-se disso ao escrever sua mensagem ou fazer uma chamada telefônica. Deixe claro que você não os pressionará a entrar em contato com você se eles não se sentirem confortáveis com isso. E seja paciente: sua mensagem pode ser um choque e seu familiar pode levar algum tempo para processar o que você disse a ele antes de responder.

4. Forneça o máximo de informações possível

Ao entrar em contato, forneça todas as informações que você tiver sobre as circunstâncias de seu nascimento e / ou adoção: a data e o local e quaisquer outros detalhes que você possa ter. Cada pequeno detalhe que você tem pode ajudar sua Correspondência a verificar as informações, ligar os pontos e te levar até seus pais biológicos.

5. Cuide bem de você mesmo

Fazer contato com sua família biológica, quando você não tem ideia de como eles vão reagir, pode ser estressante. Se eles reagirem negativamente, você poderá enfrentar fortes sentimentos de rejeição, ressentimento ou tristeza. Lembre-se de que a reação deles não é sobre você, mas sim sobre a dinâmica e os problemas da própria família.

Na verdade, mesmo uma reação totalmente positiva da parte deles pode trazer à tona muitos sentimentos fortes – tanto positivos quanto negativos – para você processar. Portanto, certifique-se de ter suporte disponível quando entrar em contato.

Usando pistas e ferramentas adicionais para encontrar seus pais biológicos

Às vezes, entrar em contato com a Correspondência de DNA pode não ser suficiente. Você pode não conseguir entrar em contato com eles ou eles podem não ter as informações de que você precisa. Nesses casos, você pode aproveitar os recursos adicionais do MyHeritage para ajudar na sua pesquisa:

Árvores genealógicas: No MyHeritage, quando uma correspondência de DNA foi associada a uma árvore genealógica, você será capaz de visualizar aquela árvore e localizar a correspondência nela. Normalmente, você também poderá ver os nomes de familiares falecidos na árvore, e isso pode ajudar a fornecer algumas pistas que podem te levar a seus pais biológicos. Mesmo sem um teste de DNA, se você tiver algumas informações básicas sobre sua família biológica, você pode aprender mais sobre eles construindo uma árvore genealógica no MyHeritage. O Smart Matches™ pode te levar a outras árvores genealógicas construídas por parentes deles, que você poderá contatar. Isso é o que aconteceu com a usuária do MyHeritage, Danielle Rogers, que encontrou seu pai biológico graças a um Smart Match™.

Etnia: Alguns de nossos usuários acharam os resultados de etnia úteis ao pesquisar seus pais biológicos, especialmente se seus pais eram de duas etnias distintas. Aprender suas próprias etnias pode lhe dar uma ideia da origem de seus pais e também pode te ajudar a aprimorar as correspondências de DNA que podem ser mais úteis para você. Por exemplo, se você sabe que sua mãe era africana e seu pai europeu, uma Corrspondência de DNA com etnia africana pode ser do lado de sua mãe.

Localização: Sua lista de correspondências de DNA mostra o país onde cada correspondência está localizada, e se você sabe que seu pai é de um país específico, isso pode te ajudar a se concentrar nas correspondências nessa área.

Agrupamentos Automáticos: Os Agrupamentos Automáticos ajudam a organizar suas correspondências de DNA em grupos de pessoas que combinam entre si e também com você. Se você tiver várias correspondências e não tiver certeza de qual lado da família elas pertencem, este recurso de DNA avançado pode te ajudar a descobrir quais correspondências estão relacionadas entre si. Dessa forma, se você já identificou a família de seu pai biológico, por exemplo, saberá que as correspondências que não são relacionadas a esse lado da família provavelmente estão relacionadas à sua mãe biológica.

Juntando tudo: a história de Johannes

Um ótimo exemplo de como usar árvores genealógicas, etnias e algumas mídias sociais e o Google para encontrar pais biológicos é a história do usuário do MyHeritage Johannes Nielson.

Uma reunião notável: Johannes descobre a família biológica através da busca de DNA

Johannes descobriu, por meio dos resultados de sua etnia, que era meio coreano e meio europeu ocidental. Com base nessa informação, ele adivinhou corretamente que seu pai era um soldado americano e sua mãe, uma nativa da Coréia, que seu pai conheceu enquanto estava lá. Isso permitiu a Johannes restringir sua pesquisa a homens americanos de 18 a 25 anos em 1974, e quando ele recebeu uma Correspondência de DNA com uma árvore genealógica, ele identificou seu pai na árvore usando esses detalhes.

Ele pesquisou o nome de seu pai no Google e encontrou um obituário que mencionava a pequena cidade onde ele morava. Então ele encontrou um grupo no Facebook para aquela pequena cidade, juntou-se a ele e pediu aos membros do grupo informações sobre seu pai – e uma mulher respondeu que ela era sobrinha daquele homem.

Descobriu-se que os pais biológicos de Johannes nunca tiveram a intenção de colocá-lo para adoção. Eles foram forçados a deixá-lo com um amigo da família enquanto ele se recuperava da tuberculose e, quando voltaram para trazê-lo para os Estados Unidos, ele havia desaparecido e disseram que ele havia morrido.

Graças ao aproveitamento habilidoso de Johannes de seus resultados de etnia de DNA, Correspondências de DNA, árvores genealógicas, Google e mídia social, ele se reuniu com a mãe que pensava que o havia perdido para sempre, assim como seus três irmãos biológicos.

Recursos adicionais para pesquisar pais biológicos

Para obter mais informações sobre como pesquisar seus pais biológicos, consulte os seguintes recursos no Portal de Conhecimento:

5 dicas para uma pesquisa relacionada à adoção

Teste de DNA para adotados – um guia

Pergunte ao Especialista – Registrando pais adotivos

URL is copied to your clipboard.